8 de fev de 2010

Uma nova era: Cocô Gonçalves

Nesse ano de gorilas e explosões solares tivemos muito tempo para pensar nele: o cocô.
Na década de 1910 um homem chamado Boi Morango criou alguns livros sobre as fezes do cocô humano. Uma delícia de leitura para todos quem curte bananas e o natal.

No primeiro capítulo, intitulado "Abelhinha Jonas, cagando na varanda" o senhor dá-nos exemplos dos tipos de cocôzão, como o cocô galera e o cocô faminto.
Porém nos tempos seguintes o bonde do risole meleca fez pressão para que o papa impedisse o ato de se cagar. Uma pena pra quem gostava de andar com um cocô cobrinha nas calças.
Segue a lista do clã do charuto panda:

Borboleta Radical
cagalhão arqueiro
vovô caracol
Guri colega e seu piru fuzil

No fim tudo deu certo, Bovino Michael estava lá e acomodou o golias, amaciou o macaco sem-fala e incomodou as gordas com asas. Assim Boi morango passou a vender Halls à R$ 1,50...

O que aprendemos é que "saci tem duas pernas pq quer chupar piroca".

Um comentário:

Deixe uma mensagem pro Curumim Golias e veja o que tem pra janta!